Rita Cortez aponta aspectos trabalhistas na mobilidade urbana, em debate da OAB/RJ

Rita Cortez aponta aspectos trabalhistas na mobilidade urbana, em debate da OAB/RJ

No encerramento da Semana Nacional do Trânsito, a Advogada da AJS e Presidente Nacional do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), Rita Cortez, participou na última sexta-feira (25/9) do evento ‘Trânsito seguro e mobilidade urbana’, realizado pela Comissão do Trânsito da OAB/RJ no YouTube. “O IAB sempre participa, com honra e privilégio, dos eventos promovidos pela comissão e também tem discutido a legislação do trânsito, inclusive com relação às suas implicações penais”, disse Rita Cortez. A presidente falou ainda que “a mobilidade urbana envolve também aspectos trabalhistas, pois os trabalhadores sofrem muito, ao perderem um tempo enorme no deslocamento entre as suas residências e os locais de trabalho”.

O evento foi aberto pelo presidente da Comissão do Trânsito da OAB/RJ, Armando de Souza. “Há 50 anos, quando os meios de transportes não eram tão modernos, o trabalhador levava três horas para chegar ao seu local de trabalho, mas hoje, no Rio de Janeiro, por exemplo, há quem gaste até quatro horas para isso”, criticou. O presidente da OAB/RJ, Luciano Bandeira, também participou da abertura do evento. Ele elogiou a Lei Seca. “Salvou milhares de vidas”, destacou o advogado, que defendeu a adoção de medidas permanentes para garantir “um trânsito mais seguro e com mais civilidade”.

Um dos palestrantes foi o deputado federal Hugo Leal (PSD/RJ), autor da Lei Seca (Lei 11.705, de 19 de junho de 2008) e coordenador da Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro. Ele criticou as políticas públicas que privilegiam os veículos. “As maiores obras viárias dos últimos 20 anos, nas grandes cidades brasileiras, envolveram a construção de viadutos, pontes e túneis, tendo os veículos como prioridade, ignorando os pedestres e os ciclistas, o que é um equívoco”, afirmou.

Também fizeram palestras o coordenador da Operação Lei Seca no Rio de Janeiro, tenente-coronel PM Marcelo Rocha, e o diretor-geral da Transporte Ativo, José Lobo.

Fonte: IAB


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *