Possível compra de scanners para o TRT do estado poderá facilitar a rotina da Justiça do Trabalho, segundo OAB-RJ. Leia a íntegra da notícia abaixo.

Presidente da OAB-RJ propõe comprar scanners
para TRT

 

O presidente da seccional
do Rio de Janeiro da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz, está
disposto a comprar scanners para que
o Tribunal Regional do Trabalho do estado volte a aceitar petições em papel.
Com a implantação do processo judicial eletrônico na Justiça do Trabalho, o
PJe-JT, o TRT parou de aceitar petições em papel, recebendo apenas as digitais,
segundo os advogados do Rio.
De acordo com a OAB, os
advogados estão enfrentando problemas para peticionar por meio do sistema do
TRT-1. Santa Cruz sugere acabar com esse problema comprando scanners e doando
ao tribunal para que as petições em papel possam ser digitalizadas. “A
Justiça Federal permite o peticionamento em papel e tem máquinas disponíveis
para digitalizar as petições. A Justiça do Trabalho tem que adotar esse modelo
e, se o problema for o equipamento, nós garantimos a compra. Já propus isso
pessoalmente ao presidente do Tribunal Regional do Trabalho”, disse.
Santa Cruz acredita que não
há como debater melhorias na prestação jurisdicional da Justiça do Trabalho sem
tratar dos problemas do PJe-JT. “Não podemos debater questões, como, por
exemplo, a da descentralização das varas, sem que antes a Justiça do Trabalho
melhore sua capacidade administrativa”, afirmou.

Revista Consultor Jurídico, 17
de julho de 2013


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *